APDP – Associação Para o Desenvolvimento de Pitões

A APDP – Associação Para o Desenvolvimento de Pitões – foi criada em fevereiro de 2015 e surgiu da necessidade de promover atividades e desenvolver projetos que visem a preservação do património imaterial local. A APDP tem como objetivo promover a cultura do povo de Pitões, motivando e envolvendo os habitantes. Em paralelo pretende criar infraestruturas adequadas às caraterísticas da população e dos eventos a concretizar.
A população de Pitões possui caraterísticas únicas e muito particulares. Estas devem-se ao fato de a aldeia, Pitões das Júnias, estar situada a cerca de 1200 metros de altitude, no extremo norte de Portugal, dentro do Parque Nacional Peneda-Gerês, no concelho de Montalegre, região de Barroso, Trás-os-Montes. Além disso, o seu clima inóspito do inverno e a consequente imigração contribuíram para que a aldeia conservasse a sua pequena população. A sua origem remonta aos séculos IX e XI, muito análoga à origem do Mosteiro de Santa Maria das Júnias.

APDP – Association for the Development of Pitoes – was created inFebruary 2015 and arose from the need to promote activities and develop projects aimed at the preservation of the local intangible heritage. APDP aims projects aimed at the preservation of the local intangible heritage. APDP aims to promote the culture of the people of Pitoes, while motivating and involving the local community. In addition, it aims to create an appropriate infrastructure that will address the characteristics of the local population and future events. The population of Pitoes has some unique and very specific features. This is due to the fact that the Pitoes das Junias village is situated at an altitude of 1.200 meters, in the far north of Portugal, in Peneda-Geres National Park, municipality of Montalegre, Barroso region, Tras-os-Montes. Furthermore, the harsh winter climate and the consequent immigration contributed to the conservation of the small population of this village. Its origins date back to the 9th and 11th centuries and are very similar to the origins of the Santa Maria das Junias Monastery.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s